A- A A+ |
Sobral é tudo.
Sobral é da gente.
Sobral é agora.

Visando iniciar o processo de elaboração do Plano Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (PMSAN), a Vice-Prefeitura de Sobral promoveu dois encontros do Laboratório Urbano de Políticas Públicas Alimentares (Luppa), nos dias 25 de abril e 13 de maio. Os encontros foram realizados no Centro de Educação a Distância (CED) com a participação de servidores públicos, sociedade civil organizada e representantes de universidades.

Na ocasião, foram apresentados os projetos e ações desenvolvidas pelas instituições de ensino, pesquisa e extensão, sociedade civil e setores da Prefeitura de Sobral na área de segurança alimentar. Para desenvolvimento do plano, Sobral também conta com a mentoria da Prefeitura de Curitiba (PR).

O coordenador de Programas e Projetos da Vice-Prefeitura, Emídio Silva, apresentou as atividades do Luppa aos técnicos de diversas secretarias municipais e da sociedade civil com um breve relato do processo desde o resultado publicado, no dia 29 de setembro de 2021, quando a Prefeitura de Sobral foi selecionada na primeira edição do Laboratório.

Para acompanhamento do processo de elaboração do plano, foi criado um grupo que vem realizando diversos encaminhamentos: diagnóstico intersetorial, projeto âncora, termo de adesão e cronogramas de reuniões mensais com Curitiba (PR), cidade mentora, que contribuirá para a elaboração do PMSAN.

A supervisora do núcleo de segurança alimentar da Secretaria dos Direitos Humanos e da Assistência Social (Sedhas), Ligiane Portela, explicou a importância do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) e a necessidade de aprovação da Câmara Intersetorial Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (CAISAN) para o processo de elaboração do Plano.

O objetivo é desenvolver, dar continuidade e aprimorar as políticas públicas alimentares, com foco na produção de alimentos saudáveis e preservação do meio ambiente de forma sustentável. O Luppa acredita no potencial das cidades como agentes de transformação positiva dos sistemas alimentares, para apoiar governos locais no desenvolvimento e fortalecimento de sistemas alimentares saudáveis e resilientes”, afirmou o articulador do Luppa Sobral, Fernando Rocha.

As reuniões do Luppa acontecem mensalmente de forma institucional, intersetorial e integrada. Na próxima reunião, serão formados grupos temáticos para elaboração de um diagnóstico direcionado para a segurança alimentar e nutricional. Esse estudo servirá como base para a elaboração do Plano Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional.

LUPPA

O LUPPA é um projeto da ONG Comida do Amanhã, instituição sem fins lucrativos que apoia a transição para sistemas alimentares saudáveis e sustentáveis, inclusivos e empoderadores, biodiversos e culturalmente integrados. O objetivo é contribuir para o desenvolvimento local da política pública municipal de segurança alimentar e nutricional, com visão integrada e sistêmica.

As reuniões contaram com as presenças de representantes do Conselho Municipal de Segurança Alimentar (Consea), Conselho de Alimentação Escolar (CAE), Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Sobral (STTR), Centro de Estudos do Trabalho e Assessoria (CETRA), Projeto Cabra Nossa; das coordenações dos Cursos de Zootecnia e Biologia da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), dos Cursos de Medicina e Veterinária do Centro Universitário Uninta; e das secretarias municipais da Educação (SME), da Saúde (SMS), do Trabalho e Desenvolvimento Econômico (STDE), dos Direitos Humanos e da Assistência Social (Sedhas), da Cultura e Turismo (Secult), da Conservação e Serviços Públicos (Sesep), do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), do Planejamento e Gestão (Seplag), da Juventude, Esporte e Lazer (Secjel), além do Sebrae, Sesc (Mesa Brasil), Agropólos e Embrapa.

Facebook