A Secretaria dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (Sedhas), por meio da Coordenadoria dos Direitos Humanos, realizará o evento “Palco da Resistência”, nesta segunda-feira (18/11), no Boulevard do Arco. O momento contará com rodas de capoeira, show com a banda Balaio da Preta e outras intervenções artísticas.

O evento contará a presença da secretária da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), Socorro França, e da secretária executiva de Cidadania e Direitos Humanos da SPS, Lia Ferreira Gomes.

O Palco da Resistência integra a programação municipal do Mês da Consciência Negra 2019, cuja temática é “Construindo a resistência: ocupa negritude”. Iniciada no dia 5 de novembro, até o dia 21 acontecerão palestras, cursos, cortejo, palco aberto, rodas de conversa, cine debate e rodas de cuidado.

A iniciativa da Sedhas conta com a parceria do Instituto Ecoa, dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras), Centro de Referência da Mulher, Fórum de Capoeira, Povos de Terreiro e de outros movimentos sociais.

Na manhã desta quinta-feira (14/11), foi realizado o lançamento do “Programa Crescer Bem”, no Centro de Convenções. A iniciativa visa a superação da extrema pobreza no município e a promoção do desenvolvimento da Primeira Infância (que compreende o período de 0 a 6 anos de idade). O Programa prevê uma transferência de renda mensal, por meio do Cartão Sobral, já entregue para mais de 250 famílias. Ao todo, o programa pretende atender quase 600 famílias.

O programa é regulamentado pela Lei 1780, de 12 de julho de 2018, de autoria do Poder Executivo, e tem como objetivo assegurar o bem-estar físico, emocional e cognitivo de famílias vulneráveis socialmente. Com o Cartão Sobral os beneficiários receberão uma renda definida de acordo com o perfil da família e da quantidade de crianças na faixa etária de 0 a 6 anos de idade, podendo o benefício variar de R$ 90,00 a R$ 115,00.

As famílias precisam atender a critérios, com base nas informações do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), analisados nos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS).

A Unidade de Gerenciamento de Projetos de Prevenção de Violências (UGPPV), da Secretaria dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (Sedhas), irá compor a programação da Semana Estadual de Prevenção de Homicídios de Jovens no Ceará - Cada Vida Importa. O evento municipal acontecerá dia 12 de novembro, às 19h, na Casa da Cultura de Sobral.

O momento contará com debate sobre prevenção de homicídios na adolescência, conduzido pela equipe da UGPPV, discutindo o tema “Me dê um gole de vida, não precisa morrer pra ver Deus”. O evento terá cine-debate, exposição fotográfica de jovens dos bairros Terrenos Novos e Vila União e discotecagem com Léo Alves, músico e articulador de juventude da UGPPV.

O nosso objetivo é realizar uma ação simbólica de sensibilização, memória e luta pela vida das juventudes com diálogos e exposições visuais. O debate terá a presença da professora Isaurora [UVA e UFC], José Alves [Escola Edgar Linhares], o Saymon [Levante Popular da Juventude e Slam da Quentura] e mediação do coordenador de Ações Territoriais da UGPPV, Gênesis Nunes”, informou a gerente de Comunicação Colaborativa, Criativa e Cidadã da UGPPV, Thamila Santos.

A Semana tem como objetivo discutir, no cotidiano, a importância de cada vida. As atividades acontecem de 11 a 14 de novembro, mobilizando Fortaleza e outros municípios do Estado do Ceará, pela realização da Semana Estadual de Prevenção aos Homicídios de Jovens no Ceará. A iniciativa foi aprovada pela Lei N.º 16.482 de 19 de dezembro de 2017 e está na sua segunda edição, em 2019.

A Prefeitura de Sobral, por meio das secretarias dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (Sedhas) e da Infraestrutura (Seinf), está com mais uma obra andamento: o Centro Dia Para Idosos, no bairro Sumaré. O objetivo principal do Centro é receber idosos durante o período diurno para atividades de recreação, convivência, lazer, cuidados com a saúde, entre outros serviços. O investimento é de R$ 780 mil do Tesouro Municipal.

O Centro terá hall de entrada, três banheiros sociais, sala da administração, sala de coordenação, sala de reunião, enfermaria e banheiro, quatro salas de atividades, sala de TV, quarto masculino com banheiro e quatro dormitórios, quarto feminino com banheiro e dez dormitórios, refeitório, depósito, área de serviço, cozinha com despensa e jardim. A área total é de 1.160,57 m².

A previsão é que o equipamento seja concluído no primeiro semestre de 2020.

 

A Prefeitura de Sobral, por meio da Secretaria dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (Sedhas) e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), celebrou termo de fomento com o Instituto Trevo de Quatro Folhas para executar o "Projeto Casa Acolhedora do Arco: cuidando da mãe e do bebê".

Os recursos a serem desembolsados, da ordem de R$ 250 mil reais são oriundos do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA) e serão investidos no projeto após o Instituto Trevo de Quatro Folhas ter vencido edital de chamamento público do CMDCA e da Sedhas em 2019. O prazo de vigência do projeto é de 12 meses.

“O CMDCA tem procurado utilizar os mecanismos dos quais dispõe para fomentar o apoio às instituições que realizam trabalho social voltado para a criança e o adolescente. É importante destacar que o Instituto Trevo de Quatro Folhas venceu um edital da Sedhas e do CMDCA, com uma série de requisitos para receber o recurso e poderá executar o Projeto Casa Acolhedora do Arco,  uma iniciativa que objetiva acompanhar crianças e adolescentes de mães usuárias de crack e gestantes nessa situação, na busca por reduzir os impactos relacionados ao uso abusivo da substância”, afirma Glória Ribeiro, presidente do CMDCA.