Após passar por um processo seletivo que envolveu inscrições de 190 propostas de municípios brasileiros, Sobral terá um projeto de prevenção à violência, financiado com recursos do Banco Santander. O projeto foi inscrito pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), por iniciativa da Unidade de Gerenciamento de Projetos de Prevenção de Violências na Adolescência (UGPPVA), da Secretaria dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (Sedhas). O financiamento foi recebido por meio do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA).

Chamado de “LabConecta: laboratório de conexões criativas para prevenção de violências”, o projeto tem como objetivo viabilizar recursos para ações de cidadania, comunicação comunitária e economia criativa para a juventude do bairro Terrenos Novos. “O FMDCA estará cumprindo seu papel de financiar projetos que visam a proteção integral de crianças e adolescentes. O LabConecta inova com a proposta de prevenir a violência por meio do protagonismo infanto-juvenil,  a partir de processos formativos voltados à economia solidária, gerando oportunidade de desenvolvimento local rentável”, afirma a presidente do CMDCA, Savanya Shell.

De acordo com o cronograma do projeto, entre janeiro e abril, acontecerá a primeira fase: alinhamentos administrativos e jurídicos. Entre maio e junho, haverá a mobilização dos adolescentes e jovens que farão parte do projeto. Ao todo, serão contemplados 30 jovens adolescentes com idade entre 12 e 21 anos. O grupo será capacitado por 10 meses em oficinas com metodologias da educomunicação, na qual as partes conceituais e teóricas serão trabalhadas de maneira concreta, aplicando à realidade de cada um dos jovens envolvidos.

"O projeto vai potencializar ainda mais o trabalho que já vem sendo realizado pela Prefeitura de Sobral, no território I [Terrenos Novos, Vila União e Nova Caiçara], no que diz respeito à prevenção de violências na adolescência. Iniciativas como o Labconecta mostram o quanto é importante colaborar com o FMDCA e lembramos que o contribuinte pode aproveitar a declaração do Imposto de Renda [IRPF/IRPJ] para apoiar os projetos financiados pelo Fundo", destaca o secretário dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social, Julio Alexandre.

Inscrito no segundo semestre de 2018 no programa "Amigos de Valor", do Banco Santander, o projeto foi elaborado pela equipe da UGPPVA/Sedhas, com apoio do CMDCA. Sobral foi um dos 67 municípios brasileiros com proposta aprovada. O recurso, já depositado na conta do FMDCA é da ordem de R$ 221.009,00.