O município de Sobral receberá, ainda nesta semana, uma equipe de pesquisadores que irão avaliar o impacto do Programa Criança Feliz nas famílias beneficiárias. A pesquisa é feita com uma amostra entre as 750 famílias acompanhadas pela iniciativa no município de Sobral e foi implantada a partir de um termo de aceite proposto pelo então Ministério do Desenvolvimento Social (hoje, Ministério da Cidadania), em 2018, e assinado pelo secretário Julio Cesar Alexandre, gestor da Secretaria dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (Sedhas).

Em 2018, a equipe veio ao município para a primeira parte da pesquisa com as famílias. Neste ano, eles estão retornando para uma nova rodada de avaliação. Nesta terça-feira (15/10), a supervisora da pesquisa, Cristina Cunha, esteve na Sedhas e se reuniu com o secretário Julio Cesar Alexandre e com a coordenadora de Assistência Social, Neuverina de Albuquerque. A pesquisadora também se reuniu com a equipe responsável pelo programa.

"Parte da pesquisa de avaliação de impacto é a implementação. Nós estamos aqui para ter um encontro com as visitadoras do Programa Criança Feliz, vamos acompanhá-las nas visitas e, posteriormente, estaremos com uma equipe de seis pesquisadores visitando as crianças cuja avaliação de impacto iniciamos em 2018. A pesquisa é feita em seis municípios de grande porte do Ceará: Sobral, Juazeiro do Norte, Crato, Morada Nova, Caucaia e Itapipoca", disse a supervisora Cristina Cunha.