O município de Sobral participou de uma seleção do Ministério da Cidadania onde foi escolhido como exemplo de boas práticas no Programa Criança Feliz, na área de Educação Permanente. A experiência exitosa do município será apresentada em Brasília, no dia 12 de dezembro, durante o II Encontro Nacional de Coordenadores e Multiplicadores do Programa Criança Feliz.

O processo de educação permanente dos servidores é composto por uma formação mensal e uma semanal, cada uma com 8 horas. A formação mensal é feita pela coordenação e pelos supervisores do Programa, com o apoio de profissionais que atuam em outras políticas municipais, tanto ligadas à Secretaria dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (Sedhas), quanto de outras secretarias municipais (especialmente das secretarias da Saúde e da Educação), para fortalecer o processo de acompanhamento e estímulo às gestantes e crianças.

Durante o encontro nacional, o município terá a oportunidade de apresentar suas experiências. Para isso, foram convidados a participar do evento o secretário da Sedhas, Julio Cesar Alexandre, acompanhado de um supervisor e um visitador social. Além de um balanço das ações executadas, o encontro deverá discutir ainda, a importância da intersetorialidade, a qualificação das visitas domiciliares e a sua importância para a atenção integral à primeira infância.

A seleção foi feita a partir de quatro eixos, sendo Sobral reconhecido no eixo de Educação Permanente, em 1º lugar. Em cada um dos quatro eixos, ao menos um município cearense foi contemplado (Sobral, Barbalha, Marco e Umirim).

Foram avaliados os seguintes critérios: quantidade de pessoas acompanhadas em agosto/2018 e média de acompanhamento do público do programa entre maio/julho de 2019; execução de recursos do Programa e composição das equipes de profissionais de referência. Após esta avaliação, 50% dos municípios com as melhores notas foram selecionados para uma avaliação qualitativa pelo Departamento de Atenção à Primeira Infância, considerando: a clareza e objetividade das informações apresentadas ao Ministério; a identificação de novas atitudes, comportamentos e práticas no Programa dentro do município; e a iniciativa de realização das ações, que mostrassem proatividade e criatividade.

O reconhecimento é importante para termos um feedback de que estamos levando a política para o rumo certo. Sobretudo, pela importância e contribuição do Programa Criança Feliz para com as famílias em situação de vulnerabilidade social. Nossos visitadores sociais são capacitados permanentemente para promover os estímulos necessários para o desenvolvimento da criança desde a gravidez, colaborando com uma melhor cobertura voltada para a Primeira Infância”, pontuou o secretário Julio Alexandre.