A Secretaria dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (Sedhas), por meio da Coordenadoria da Assistência Social, promoveu, nesta terça-feira (27/11), uma formação sobre "Prevenção à violência e trajetória de mortes violentas" para profissionais da Proteção Social Especial (PSE), servidores que atuam nos centros de referência especializados (Creas e Centro Pop) e nos acolhimentos institucionais (crianças e adolescentes e para pessoas em situação de rua).

O processo de formação foi realizado na sede do Instituto Ecoa e conduzido por técnicos da Unidade de Gerenciamento de Projetos de Prevenção de Violências (UGPPV), unidade da Sedhas encarregada de estudar os homicídios na adolescência, suas causas e a prevenção de novas ocorrências.

"Este processo de formação é de grande importância para os profissionais que atuam nos serviços especializados, pois objetiva qualificá-los e assim agregar mais conhecimentos para o bom êxito dos serviços. O processo formativo está sendo realizado levando em conta outros temas do cotidiano dos profissionais. O objetivo principal deste módulo foi familiarizar os profissionais com as competências e desafios de outras políticas públicas", informa a gerente da Célula de Proteção Social Especial, Brígida Lima.