Foi realizada nesta quinta-feira (26/09), no Centro de Convenções a sétima entrega do Selo de Acessibilidade de Sobral, conferido às empresas e instituições que colaboraram com a melhoria da Acessibilidade às pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida em 2018. O Selo compõe a programação da XI Semana da Pessoa com Deficiência do município, sendo uma iniciativa da Prefeitura de Sobral, por meio do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência.
 
Na ocasião, conselheiros, militantes da luta das pessoas com deficiência e profissionais da área realizaram uma mesa redonda, que discutiu o tema da XI Semana: "Pessoa com deficiência: direitos, desafios e realizações". Conduziram o momento a presidente do Conselho, Cristina Nunes, a senhora Conceição Pontes (fundadora da Apae), as assistentes sociais Iara Leite (Apae) e Analysia Pimentel (ex-presidente do Conselho da Pessoa com Deficiência), Daniele Lima (Grupo Mães Amigas) e Raquel Morano (Conselheira e Arquiteta da Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente). 
 
A vice-prefeita, Christianne Coelho participou da solenidade e parabenizou os agraciados, dizendo-se especialmente feliz em ver alguns órgãos públicos entre as organizações premiadas. 
Foram agraciados com o Selo as seguintes instituições e órgãos governamentais: na categoria Bronze, foi conferido reconhecimento à Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação (Crede 06); na categoria Prata, foram homenageados a Casa do Cidadão, o Laboratório Clínico de Sobral, a Escola de Música de Sobral, o CEI Jacyra Pimentel, a Defensoria Pública Geral do Ceará e o Serviço Social Dos Transportes e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest/Senat); na categoria Ouro, os contemplados foram a Faculdade Pitágoras, o Sobral Shopping, o Centro Clínico Plasfran e a Escola Edgar Linhares.
 
O Selo é conferido por iniciativa do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, através de uma comissão que avalia as instituições que mais investiram para a melhoria da acessibilidade. Cada empresa, instituição ou organização que foi sugerida é visitada e a Comissão faz uma avaliação minuciosa, atribuindo uma pontuação por cada realização (rampas, banheiros acessíveis, sinalização de estacionamento, dentre outras). A nota final, a partir da soma destes pontos é que define se a instituição a ser agraciada receberá o Selo e se ele será conferido na categoria Ouro, Prata ou Bronze.