Foi empossada, na terça-feira (17/09), os novos membros do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDPI), para o biênio de 2019 a 2021. Na ocasião, foi eleita a nova Mesa Diretora do colegiado.

"O conselho, no meu humilde entendimento, é um instrumento relevante que deve ser ocupado pela sociedade civil organizada. Então, quando eu recebi o convite da Comissão da Pessoa Idosa da OAB [Ordem dos Advogados do Brasil, subseção Sobral] em vir participar desse conselho, fiquei muito feliz. E agora, que a comissão me elegeu presidente, eu tenho consciência de que essa não é uma posição de destaque, mas pelo contrário, uma posição de primeiro servir", afirmou o presidente eleito do CMDPI, Jean Marques de Morais, que é titular da OAB no colegiado.

O CMDPI foi criado pela Lei 1751, de 29 de maio de 2018, e tem função de órgão permanente, composto por igual representação do governo e da sociedade civil (paritário), consultivo e deliberativo (pode formular políticas para a pessoa idosa ou ser consultado e deliberar sobre estas políticas), com vinculação à Secretaria dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (Sedhas).