Para lançar a campanha nacional "Criança não é de rua" e disseminar as Diretrizes Nacionais para o Atendimento a Crianças e Adolescentes em Situação de Rua, foi realizado, nesta quinta-feira (22/11), o Seminário Regional de Sobral. O evento é realizado com o apoio da Prefeitura de Sobral, por meio da Secretaria dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (Sedhas) e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

"Nascemos como rede nacional em Fortaleza em 2005 e esta é a primeira vez que estamos em Sobral, depois de já termos chegado às capitais brasileiras e a nove países da América Latina", afirmou Manoel Torquato, secretário nacional da campanha.  Na ocasião, ainda foi apresentada as diretrizes ao público presente. 

O coordenador do Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas), Jean Ávila, apresentou um diagnóstico municipal de crianças e adolescentes em situação de rua em Sobral. Ele destacou os desafios e a importância da rede de atendimento para o cuidado dessa população.

Participaram ainda o articulador do Selo Unicef em Sobral, Emídio Silva; a coordenadora da Assistência Social da Sedhas, Neuverina de Albuquerque, representando o secretário Julio Alexandre; servidores da Secretaria da Educação; técnicos dos centros de referência, Centro Pop, Cras, Creas, Acolhimento Infantil e da rede de Saúde Mental (Caps-ad e Escola de Saúde/EFSFVS); conselheiros tutelares e do CMDCA; representantes do Instituto Belém e Nova Jerusalém; Sociedade de Apoio à Família Sobralense (Safs); comunicadores; acadêmicos (Unopar, Uninta, FLF); Poder Judiciário; integrantes do Instituto Teias da Juventude; Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE); e técnicos dos municípios de Santana do Acaraú, Massapê e Forquilha.