A Prefeitura de Sobral, por meio das secretarias dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (Sedhas) e da Infraestrutura (Seinf), está com mais uma obra andamento: o Centro Dia Para Idosos, no bairro Sumaré. O objetivo principal do Centro é receber idosos durante o período diurno para atividades de recreação, convivência, lazer, cuidados com a saúde, entre outros serviços. O investimento é de R$ 780 mil do Tesouro Municipal.

O Centro terá hall de entrada, três banheiros sociais, sala da administração, sala de coordenação, sala de reunião, enfermaria e banheiro, quatro salas de atividades, sala de TV, quarto masculino com banheiro e quatro dormitórios, quarto feminino com banheiro e dez dormitórios, refeitório, depósito, área de serviço, cozinha com despensa e jardim. A área total é de 1.160,57 m².

A previsão é que o equipamento seja concluído no primeiro semestre de 2020.

 

A Unidade de Gerenciamento de Projetos de Prevenção de Violências (UGPPV), da Secretaria dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (Sedhas), irá compor a programação da Semana Estadual de Prevenção de Homicídios de Jovens no Ceará - Cada Vida Importa. O evento municipal acontecerá dia 12 de novembro, às 19h, na Casa da Cultura de Sobral.

O momento contará com debate sobre prevenção de homicídios na adolescência, conduzido pela equipe da UGPPV, discutindo o tema “Me dê um gole de vida, não precisa morrer pra ver Deus”. O evento terá cine-debate, exposição fotográfica de jovens dos bairros Terrenos Novos e Vila União e discotecagem com Léo Alves, músico e articulador de juventude da UGPPV.

O nosso objetivo é realizar uma ação simbólica de sensibilização, memória e luta pela vida das juventudes com diálogos e exposições visuais. O debate terá a presença da professora Isaurora [UVA e UFC], José Alves [Escola Edgar Linhares], o Saymon [Levante Popular da Juventude e Slam da Quentura] e mediação do coordenador de Ações Territoriais da UGPPV, Gênesis Nunes”, informou a gerente de Comunicação Colaborativa, Criativa e Cidadã da UGPPV, Thamila Santos.

A Semana tem como objetivo discutir, no cotidiano, a importância de cada vida. As atividades acontecem de 11 a 14 de novembro, mobilizando Fortaleza e outros municípios do Estado do Ceará, pela realização da Semana Estadual de Prevenção aos Homicídios de Jovens no Ceará. A iniciativa foi aprovada pela Lei N.º 16.482 de 19 de dezembro de 2017 e está na sua segunda edição, em 2019.

A Secretaria dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (Sedhas), por meio da Coordenadoria dos Direitos Humanos e o Conselho Regional de Educação Física do Ceará (CREF-5)  realizaram, nos dias 06 e 07 de novembro, o Curso de Danças Africanas e Diásporas, Consciência Corporal e Ancestralidade Africana. O Curso foi ministrado pelo professor Norval Cruz, educador físico, doutor em Educação Brasileira e professor do Espaço de Consciência Corporal e Africanidades. 

Segundo o coordenador dos Direitos Humanos de Sobral, Chiquinho Silva, a realização do Curso marca a abertura da programação da Semana da Consciência Negra de Sobral, que mostra a força que vem do povo negro, sua resistência e ancestralidade.

A Semana da Consciência Negra de Sobral 2019 apresenta como tema "Construindo a Resistência – Ocupa Negritude" e contará com diversas atividades durante todo o mês novembro.

A Prefeitura de Sobral, por meio da Secretaria dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (Sedhas) e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), celebrou termo de fomento com o Instituto Trevo de Quatro Folhas para executar o "Projeto Casa Acolhedora do Arco: cuidando da mãe e do bebê".

Os recursos a serem desembolsados, da ordem de R$ 250 mil reais são oriundos do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA) e serão investidos no projeto após o Instituto Trevo de Quatro Folhas ter vencido edital de chamamento público do CMDCA e da Sedhas em 2019. O prazo de vigência do projeto é de 12 meses.

“O CMDCA tem procurado utilizar os mecanismos dos quais dispõe para fomentar o apoio às instituições que realizam trabalho social voltado para a criança e o adolescente. É importante destacar que o Instituto Trevo de Quatro Folhas venceu um edital da Sedhas e do CMDCA, com uma série de requisitos para receber o recurso e poderá executar o Projeto Casa Acolhedora do Arco,  uma iniciativa que objetiva acompanhar crianças e adolescentes de mães usuárias de crack e gestantes nessa situação, na busca por reduzir os impactos relacionados ao uso abusivo da substância”, afirma Glória Ribeiro, presidente do CMDCA.

O município de Sobral participou de uma seleção do Ministério da Cidadania onde foi escolhido como exemplo de boas práticas no Programa Criança Feliz, na área de Educação Permanente. A experiência exitosa do município será apresentada em Brasília, no dia 12 de dezembro, durante o II Encontro Nacional de Coordenadores e Multiplicadores do Programa Criança Feliz.

O processo de educação permanente dos servidores é composto por uma formação mensal e uma semanal, cada uma com 8 horas. A formação mensal é feita pela coordenação e pelos supervisores do Programa, com o apoio de profissionais que atuam em outras políticas municipais, tanto ligadas à Secretaria dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (Sedhas), quanto de outras secretarias municipais (especialmente das secretarias da Saúde e da Educação), para fortalecer o processo de acompanhamento e estímulo às gestantes e crianças.

Durante o encontro nacional, o município terá a oportunidade de apresentar suas experiências. Para isso, foram convidados a participar do evento o secretário da Sedhas, Julio Cesar Alexandre, acompanhado de um supervisor e um visitador social. Além de um balanço das ações executadas, o encontro deverá discutir ainda, a importância da intersetorialidade, a qualificação das visitas domiciliares e a sua importância para a atenção integral à primeira infância.

A seleção foi feita a partir de quatro eixos, sendo Sobral reconhecido no eixo de Educação Permanente, em 1º lugar. Em cada um dos quatro eixos, ao menos um município cearense foi contemplado (Sobral, Barbalha, Marco e Umirim).

Foram avaliados os seguintes critérios: quantidade de pessoas acompanhadas em agosto/2018 e média de acompanhamento do público do programa entre maio/julho de 2019; execução de recursos do Programa e composição das equipes de profissionais de referência. Após esta avaliação, 50% dos municípios com as melhores notas foram selecionados para uma avaliação qualitativa pelo Departamento de Atenção à Primeira Infância, considerando: a clareza e objetividade das informações apresentadas ao Ministério; a identificação de novas atitudes, comportamentos e práticas no Programa dentro do município; e a iniciativa de realização das ações, que mostrassem proatividade e criatividade.

O reconhecimento é importante para termos um feedback de que estamos levando a política para o rumo certo. Sobretudo, pela importância e contribuição do Programa Criança Feliz para com as famílias em situação de vulnerabilidade social. Nossos visitadores sociais são capacitados permanentemente para promover os estímulos necessários para o desenvolvimento da criança desde a gravidez, colaborando com uma melhor cobertura voltada para a Primeira Infância”, pontuou o secretário Julio Alexandre.